Busque no forum:

Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
22/09/2011 13:28

Por que a imprensa especializada em games não faz jornalismo?

Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

Devaneio

Mensagens: 811
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Por que a imprensa especializada em games:

1) Não faz matérias sobre o despreparo dos lojistas para lidar com pré-vendas?

2) Não denuncia falcatruas e ilegalidades do mundo dos games?

3) Não dá voz aos apelos, anseios e expectativas dos jogadores?

A impressão que tenho é que UOL Jogos, Kotaku, ESPN Brasil e outros veículos midiáticos estão mais preocupados com suas passagens para feiras de jogos e com reviews repletos de jabá. Investigação, denúncia e JORNALISMO que é bom, NADA.

A pré-venda de Gears of War 3 é emblemática. Ninguém fala nada a respeito. Será que o jabá de vocês da imprensa foi tão bom assim, para calarem-se diante de um ABSURDO como estes?

E o pior é que, segundo relatos de muitos por aqui, não é a primeira vez que isto acontece. Há até quem diga que pré-venda no Brasil sempre foi uma várzea. E por que isto nunca foi para a mídia?

E a ACIGames, é uma associação para proteger as barbaridades dos varejistas e distribuidores ou é para melhorar a situação caótica do negócio?

***

OBSERVAÇÃO AOS MODERADORES: Caso leiam este tópico, por favor, repassem aos turistas Prandoni, Suzuki, Carettoni, Pablo...

Mensagem editada pelo usuário Devaneio em 22/09/2011 13:35.

Hamerfallx

Mensagens: 14213
Cadastro: 16/03/2003

Nível 5

Mensagem publicada em 22/09/2011 13:41
Existem "jornalistas" americanos que tratam desses assuntos. Normalmente revelando as frustrações por meio de matérias ou podcasts (como é notório o desgosto pela Gamestop nos EUA).

Mesmos eles não se consideram jornalistas no sentido comum da palavra pois o "jornalismo gamystico (ui!)" ainda é intimamente ligado ao desejo das produtoras. Normalmente, os "jornalistas" são apenas mais um veículo de marketing, sendo usados para divulgar informações dos jogos a passo de conta gota mantendo o "hype" de um lançamento constante.

Empresas como a IGN, UOL e Kotaku (US e BR) tem uma série de agendas a seguir. Reclamar explicitamente de alguns aspectos da industria pode isolar a empresa no que tange certos tipos de cobertura, tirando conteúdo do site e inviabilizando às produtoras uma forma de espalhar seus planos de marketing.

Já pensou não receber uma cópia do novo Gears of Wars com antecedência para analise antes do lançamento?

Sites menores que tem sua atenção voltada ao staff e não às produtoras é que podem, minimamente, quebrar esse tipo de relação ([url]www.giantbomb.com[/url]), porem nem esses sites saem muita da norma uma vez que a relação com os PR de marketing é o que norteia todo e qualquer conteúdo a ser revelado.
Assinatura
I just can't say no to old habits.

Recomendados: http://forum.jogos.uol.com.br/recomendacoes---hamerfallx_t_2362847

Devaneio

Mensagens: 811
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Mensagem publicada em 22/09/2011 13:44
Hamerfallx
Existem "jornalistas" americanos que tratam desses assuntos. Normalmente revelando as frustrações por meio de matérias ou podcasts (como é notório o desgosto pela Gamestop nos EUA).

Mesmos eles não se consideram jornalistas no sentido comum da palavra pois o "jornalismo gamystico (ui!)" ainda é intimamente ligado ao desejo das produtoras. Normalmente, os "jornalistas" são apenas mais um veículo de marketing, sendo usados para divulgar informações dos jogos a passo de conta gota mantendo o "hype" de um lançamento constante.

Empresas como a IGN, UOL e Kotaku (US e BR) tem uma série de agendas a seguir. Reclamar explicitamente de alguns aspectos da industria pode isolar a empresa no que tange certos tipos de cobertura, tirando conteúdo do site e inviabilizando às produtoras uma forma de espalhar seus planos de marketing.

Já pensou não receber uma cópia do novo Gears of Wars com antecedência para analise antes do lançamento?

Sites menores que tem sua atenção voltada ao staff e não às produtoras é que podem, minimamente, quebrar esse tipo de relação ([url]www.giantbomb.com[/url]), porem nem esses sites saem muita da norma uma vez que a relação com os PR de marketing é o que norteia todo e qualquer conteúdo a ser revelado.

Sim, tem razão! Em outras palavras, a imprensa especializada está prostituída.

E não é uma pena que seja assim?

OBS: Só vale monoestrelar quem for capaz de escrever, opinar e argumentar. Senão fica parecendo coisa de criança birrenta. :)

Hamerfallx

Mensagens: 14213
Cadastro: 16/03/2003

Nível 5

Mensagem publicada em 22/09/2011 13:51
Devaneio
Hamerfallx
Existem "jornalistas" americanos que tratam desses assuntos. Normalmente revelando as frustrações por meio de matérias ou podcasts (como é notório o desgosto pela Gamestop nos EUA).

Mesmos eles não se consideram jornalistas no sentido comum da palavra pois o "jornalismo gamystico (ui!)" ainda é intimamente ligado ao desejo das produtoras. Normalmente, os "jornalistas" são apenas mais um veículo de marketing, sendo usados para divulgar informações dos jogos a passo de conta gota mantendo o "hype" de um lançamento constante.

Empresas como a IGN, UOL e Kotaku (US e BR) tem uma série de agendas a seguir. Reclamar explicitamente de alguns aspectos da industria pode isolar a empresa no que tange certos tipos de cobertura, tirando conteúdo do site e inviabilizando às produtoras uma forma de espalhar seus planos de marketing.

Já pensou não receber uma cópia do novo Gears of Wars com antecedência para analise antes do lançamento?

Sites menores que tem sua atenção voltada ao staff e não às produtoras é que podem, minimamente, quebrar esse tipo de relação ([url]www.giantbomb.com[/url]), porem nem esses sites saem muita da norma uma vez que a relação com os PR de marketing é o que norteia todo e qualquer conteúdo a ser revelado.

Sim, tem razão! Em outras palavras, a imprensa especializada está prostituída.

E não é uma pena que seja assim?

OBS: Só vale monoestrelar quem for capaz de escrever, opinar e argumentar. Senão fica parecendo coisa de criança birrenta. :)

É uma pena... Mas ao mesmo tempo é a natureza a imprensa de jogos. As produtoras detém as informações sobre o alicerce a industria (os jogos) e é prerrogativa delas liberar a informação a quem lhes agrada/segue sua cartilha de planos.

É por isso que nos Estados Unidos a imprensa especializada é chamada de "imprensa entusiasta". Você pode até se diferenciar criando matérias sobres aspectos externos que ainda façam parte da cultura dos jogos... Mas isso só leva você até certo ponto, uma vez que o consumidor, que acompanha diligentemente os novos lançamentos dá mais atenção a "reviews", "top 10", "comparação de performance" e afins...

É uma "Imprensa" que já nasceu à mercê da industria e não tem como discernir uma da outra.

Assinatura
I just can't say no to old habits.

Recomendados: http://forum.jogos.uol.com.br/recomendacoes---hamerfallx_t_2362847

igãogec

Mensagens: 185
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Mensagem publicada em 22/09/2011 13:54
falou bonito.
Assinatura
Deus no comando!
Ig: @igaum5

Devaneio

Mensagens: 811
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Mensagem publicada em 22/09/2011 13:57
Hamerfallx
Devaneio
Hamerfallx
Existem "jornalistas" americanos que tratam desses assuntos. Normalmente revelando as frustrações por meio de matérias ou podcasts (como é notório o desgosto pela Gamestop nos EUA).

Mesmos eles não se consideram jornalistas no sentido comum da palavra pois o "jornalismo gamystico (ui!)" ainda é intimamente ligado ao desejo das produtoras. Normalmente, os "jornalistas" são apenas mais um veículo de marketing, sendo usados para divulgar informações dos jogos a passo de conta gota mantendo o "hype" de um lançamento constante.

Empresas como a IGN, UOL e Kotaku (US e BR) tem uma série de agendas a seguir. Reclamar explicitamente de alguns aspectos da industria pode isolar a empresa no que tange certos tipos de cobertura, tirando conteúdo do site e inviabilizando às produtoras uma forma de espalhar seus planos de marketing.

Já pensou não receber uma cópia do novo Gears of Wars com antecedência para analise antes do lançamento?

Sites menores que tem sua atenção voltada ao staff e não às produtoras é que podem, minimamente, quebrar esse tipo de relação ([url]www.giantbomb.com[/url]), porem nem esses sites saem muita da norma uma vez que a relação com os PR de marketing é o que norteia todo e qualquer conteúdo a ser revelado.

Sim, tem razão! Em outras palavras, a imprensa especializada está prostituída.

E não é uma pena que seja assim?

OBS: Só vale monoestrelar quem for capaz de escrever, opinar e argumentar. Senão fica parecendo coisa de criança birrenta. :)

É uma pena... Mas ao mesmo tempo é a natureza a imprensa de jogos. As produtoras detém as informações sobre o alicerce a industria (os jogos) e é prerrogativa delas liberar a informação a quem lhes agrada/segue sua cartilha de planos.

É por isso que nos Estados Unidos a imprensa especializada é chamada de "imprensa entusiasta". Você pode até se diferenciar criando matérias sobres aspectos externos que ainda façam parte da cultura dos jogos... Mas isso só leva você até certo ponto, uma vez que o consumidor, que acompanha diligentemente os novos lançamentos dá mais atenção a "reviews", "top 10", "comparação de performance" e afins...

É uma "Imprensa" que já nasceu à mercê da industria e não tem como discernir uma da outra.



Diante disto eu fico pensando como as pessoas envolvidas, muitas das quais declarando-se jornalistas, aceitam atuar apenas como porta-vozes das produtoras. A produtora planta a notícia e os porta-vozes apenas a replicam em blogs e sites. É um atentado ao bom jornalismo.

O panorama que você descreve é realista e assombroso! E pior: nada sugere que possa ser diferente. Contudo, nada me obriga a aceitar passivamente que seja assim. Daí eu ter criado este tópico de indignação.

Hamerfallx

Mensagens: 14213
Cadastro: 16/03/2003

Nível 5

Mensagem publicada em 22/09/2011 14:07
Claro. Eu também queria um "jornalismo" mais incisivo que apresentasse os problemas e percalços que os jogadores tem de passar e o que acontece com as produtoras e etc...
Por força de vontade é que não acontece porque, no fundo, isso é um hobbie com opiniões subjetivas em relação a qualidade do mesmo em que o consumidor prefere ver artigos pré-fabricados do que coisas realmente interessantes.

É só dar uma passada no "NOTICIAS" e ver as "discussões" nos tópicos oficiais dos jogos. Até, nós, consumidores, servimos de porta voz para as empresas postando até novas screenshots dos jogos e respondendo às mesmas com " ".

Infelizmente é a natureza da coisa mesmo.
Assinatura
I just can't say no to old habits.

Recomendados: http://forum.jogos.uol.com.br/recomendacoes---hamerfallx_t_2362847

Noble One

Mensagens: 1965
Cadastro: 22/09/2010

Nível 2

Mensagem publicada em 22/09/2011 14:15
É isso mesmo que já foi dito por vcs, o veiculo especializado em Games serve mais como meio de promover o jabá, eles estão pouco interessados em por exemplo relatar esses problemas nas entregas da pré-venda de jogos, pq ao fazerem isso eles correm o risco de perder anunciantes.
Assinatura
Trem Bala da Colina GamerTag: RuyGTR

XOXONE Chegou e minha vida social acabou.

Xbox One 500GB + 1TB & Xbox 360 S Slim 320GB.

Recomendo: Zilion, hellsinK, bruno max.

Não recomendo: Livraria Cultura.

"O importante é vender o sonhyo..." by THIAGO ROMARIZ

Devaneio

Mensagens: 811
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Mensagem publicada em 23/09/2011 10:08
Alguém conhece algum site ou outro veículo mais alternativo e menos prostituído?

Me cansei das garotas de programa da imprensa de games...

Devaneio

Mensagens: 811
Cadastro: 26/05/2011

Nível 1

Mensagem publicada em 18/10/2011 21:59
Duas semanas após a criação deste tópico, o Kotaku Brasil publicou esta matéria:

http://www.kotaku.com.br/conteudo/o-fiasco-na-pre-venda-de-gears-of-war-3-e-como-exigir-seus-direitos-de-consumidor/

E hoje, dada a reincidência de problemas com pré-venda de games nestas terras da malandragem, nova matéria aborda o tema:

http://www.kotaku.com.br/conteudo/fifa-12-battlefield-3-e-o-drama-das-pre-vendas-atrasadas-no-brasil/

Até o momento, os únicos prejudicados com esta história - que segundo alguns repete-se sistematicamente a cada lançamento de blockbusters - são os consumidores. Somos tão otários no fim das contas que pagamos com antecedência para receber com atraso. É o cúmulo do desrespeito ao consumidor.

E a mídia especializada, à exceção do Kotaku Brasil, parece dar de ombros. Eu realmente me pergunto onde está o UOL Jogos nestas horas?

Mais importante do que questionar onde está UOL Jogos, porém, é questionar: ONDE ESTÁ A ACIGAMES?. Pô, uma das bandeiras levantadas pela entidade era justamente de que não queriam apenas fazer dias promocionais, queriam fazer o mercado como um todo melhorar. Não seria esta uma oportundiade da associação mostrar a que veio?

Grimspawn

Mensagens: 1344
Cadastro: 16/04/2007

Nível 2

Mensagem publicada em 18/10/2011 23:19
Gostei muito do topico e dos pontos levantados pelo autor

Certamente estarei relevando alguns mas, tirando o movimento Preco Justo, nao acho que haja qualquer movimento organizado que trate sobre o assunto jogos no Brasil. Ha um canal ou outro de entusiastas no YouTube, alguns forums, mas avaliacoes e noticais acerca de jogos feitas por canais "profissionais" sao um lixo, isso quando nao sao copias das analises feitas por sites americanos.

Imagino que o unico motivo para alguem perder tempo com qualquer informacao veiculada por canais "profissionais" de jogos no Brasil seria por nao falar ingles. Se voce quer informacao correta, analises, previews, podcasts, inside view das feiras internacionais e etc, os sites gringos sao BEM melhores.

Se os canais Brasileiros ainda se movimentassem para tentar garantir ou melhorar os direitos dos jogadores no Brasil - coisa que voce relatou ser inexistente - pra que ainda perder tempo com G4 e outras tranqueiras? Pra ver uns idiotas indo a E3 e fazer perguntas inocuas sobre o Brasil para os presentes?

Assinatura
Brazil: serious-business country.

Urso de Oculos

Mensagens: 47
Cadastro: 15/12/2009

Nível 0

Mensagem publicada em 19/10/2011 01:30
Porque o dinheiro fala mais alto...
Assinatura
powered by...

LCD Sharp Aquos 32'
Xbox 360 Jasper
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.

Busque no forum:

Média geral    4.5 (5 votos)

4 votos (80.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

1 votos (20.0%)

Ruim