Busque no forum:

Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
12/02/2018 13:13

Óculos VR( Dúvidas)

Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

DinhoLoko²

Mensagens: 6657
Cadastro: 23/08/2011

Nível 4

Estou pensando em adquirir, e gostaria de saber se: Vale a pena pegar sem aqueles motion joy, se há uma boa diversidade de jogos, e a gambiarra na sala como é que fica... Minha TV é fixa no painel, o que dificulta o acesso, precisa ficar alterando HDMI? E o principal.... Vale mesmo a pena?

Obrigado
Assinatura
GamerTag: ElderMo
Steam:DinhoBR

Jogando:
Steam: Vermintide 2,PUBG
Xbox: Nada
Origin:Crysis, BF4

Tenacious D

Mensagens: 9925
Cadastro: 08/01/2009

Nível 0

Mensagem publicada em 12/02/2018 15:03
DinhoLoko²
Estou pensando em adquirir, e gostaria de saber se: Vale a pena pegar sem aqueles motion joy, se há uma boa diversidade de jogos, e a gambiarra na sala como é que fica... Minha TV é fixa no painel, o que dificulta o acesso, precisa ficar alterando HDMI? E o principal.... Vale mesmo a pena?

Obrigado

Dependendo do tipo de jogo que você quiser, até dá pra jogar sem os move, mas é bem recomendado que você pegue eles, nem que seja um tempo depois de comprar o headset. Eles ajudam muito na imersão em vários jogos, pra não dizer todos, porque tem jogos de corrida que obviamente não usam ele.

Você só vai ter um trabalho chatinho de remontar os cabos quando tiver instalando o headset, porque o cabo do ps4 vai pra caixa de processamento do PSVR, e de lá sai um HDMI pra TV. Quando cê não quiser jogar com o headset, é só ligar a TV normalmente (inclusive, quando você tiver jogando VR, a TV mostra tudo que você tá vendo, é uma "feature social" que eles deram pro VR. Tem alguns jogos que se aproveitam disso pra multiplayer de sofá e tal, é bem divertido).

Quanto a bagunça de cabos, o headset é ligado a caixa processadora por um cabo de mais ou menos 4 metros. É só enrolar ele quando não for jogar que tá sussegado.

Eu acho que vale a pena. Comprei tem um mês e não me arrependi. A experiência é outro nível. Até pra jogos que não são VR, mesmo. Ainda tenho muito a aprender e aproveitar do headset. Tem alguns jogos e experiências sensacionais.
Assinatura
AMD Phenom II x4 945 @ 3.0 GHz
(RAM) 2x 2GB DDR3 1333Mhz
Asus M4A87TD - EVO
Fonte Seventeam 550w
SAPPHIRE VAPOR-X HD5770 1GB GDDR5 PCIE



REBOOT PANELA HQ - Porque somos fãs da 9ª Arte

DinhoLoko²

Mensagens: 6657
Cadastro: 23/08/2011

Nível 4

Mensagem publicada em 12/02/2018 15:42
Tenacious D
DinhoLoko²
Estou pensando em adquirir, e gostaria de saber se: Vale a pena pegar sem aqueles motion joy, se há uma boa diversidade de jogos, e a gambiarra na sala como é que fica... Minha TV é fixa no painel, o que dificulta o acesso, precisa ficar alterando HDMI? E o principal.... Vale mesmo a pena?

Obrigado

Dependendo do tipo de jogo que você quiser, até dá pra jogar sem os move, mas é bem recomendado que você pegue eles, nem que seja um tempo depois de comprar o headset. Eles ajudam muito na imersão em vários jogos, pra não dizer todos, porque tem jogos de corrida que obviamente não usam ele.

Você só vai ter um trabalho chatinho de remontar os cabos quando tiver instalando o headset, porque o cabo do ps4 vai pra caixa de processamento do PSVR, e de lá sai um HDMI pra TV. Quando cê não quiser jogar com o headset, é só ligar a TV normalmente (inclusive, quando você tiver jogando VR, a TV mostra tudo que você tá vendo, é uma "feature social" que eles deram pro VR. Tem alguns jogos que se aproveitam disso pra multiplayer de sofá e tal, é bem divertido).

Quanto a bagunça de cabos, o headset é ligado a caixa processadora por um cabo de mais ou menos 4 metros. É só enrolar ele quando não for jogar que tá sussegado.

Eu acho que vale a pena. Comprei tem um mês e não me arrependi. A experiência é outro nível. Até pra jogos que não são VR, mesmo. Ainda tenho muito a aprender e aproveitar do headset. Tem alguns jogos e experiências sensacionais.


Como assim comprar um headset? Tenho um pulse gold, não Posso usa-lo?

Assinatura
GamerTag: ElderMo
Steam:DinhoBR

Jogando:
Steam: Vermintide 2,PUBG
Xbox: Nada
Origin:Crysis, BF4

Tenacious D

Mensagens: 9925
Cadastro: 08/01/2009

Nível 0

Mensagem publicada em 12/02/2018 16:15
DinhoLoko²
Tenacious D
DinhoLoko²
Estou pensando em adquirir, e gostaria de saber se: Vale a pena pegar sem aqueles motion joy, se há uma boa diversidade de jogos, e a gambiarra na sala como é que fica... Minha TV é fixa no painel, o que dificulta o acesso, precisa ficar alterando HDMI? E o principal.... Vale mesmo a pena?

Obrigado

Dependendo do tipo de jogo que você quiser, até dá pra jogar sem os move, mas é bem recomendado que você pegue eles, nem que seja um tempo depois de comprar o headset. Eles ajudam muito na imersão em vários jogos, pra não dizer todos, porque tem jogos de corrida que obviamente não usam ele.

Você só vai ter um trabalho chatinho de remontar os cabos quando tiver instalando o headset, porque o cabo do ps4 vai pra caixa de processamento do PSVR, e de lá sai um HDMI pra TV. Quando cê não quiser jogar com o headset, é só ligar a TV normalmente (inclusive, quando você tiver jogando VR, a TV mostra tudo que você tá vendo, é uma "feature social" que eles deram pro VR. Tem alguns jogos que se aproveitam disso pra multiplayer de sofá e tal, é bem divertido).

Quanto a bagunça de cabos, o headset é ligado a caixa processadora por um cabo de mais ou menos 4 metros. É só enrolar ele quando não for jogar que tá sussegado.

Eu acho que vale a pena. Comprei tem um mês e não me arrependi. A experiência é outro nível. Até pra jogos que não são VR, mesmo. Ainda tenho muito a aprender e aproveitar do headset. Tem alguns jogos e experiências sensacionais.


Como assim comprar um headset? Tenho um pulse gold, não Posso usa-lo?



Quando digo headset, me refiro ao PSVR mesmo! Você pode usar o pulse sim! Recomendo ligar ele pelo P2 no PSVR, pra poder usufruir do som 360!
Assinatura
AMD Phenom II x4 945 @ 3.0 GHz
(RAM) 2x 2GB DDR3 1333Mhz
Asus M4A87TD - EVO
Fonte Seventeam 550w
SAPPHIRE VAPOR-X HD5770 1GB GDDR5 PCIE



REBOOT PANELA HQ - Porque somos fãs da 9ª Arte

DinhoLoko²

Mensagens: 6657
Cadastro: 23/08/2011

Nível 4

Mensagem publicada em 12/02/2018 16:33
Obrigado amigo... Então no caso, a conexão do hdmi ficaria....

Ps4-------Caixa PSVR------TV

é isso? dae quando eu não quiser jogar no VR, eu só desplugo ele, e ligo o ps4 com a caixa PSVr que a imagem vai passar normalmente???

Você comentou que mesmo jogos sem suporte da pra usar o VR??? Isso mesmo?
Assinatura
GamerTag: ElderMo
Steam:DinhoBR

Jogando:
Steam: Vermintide 2,PUBG
Xbox: Nada
Origin:Crysis, BF4

namekuseijin

Mensagens: 5433
Cadastro: 23/06/2009

Nível 3

Mensagem publicada em 12/02/2018 17:03
o modelo mais antigo (V1 contra V2 nos novos) só precisava tirar o HDMI da caixa processadora e ligar direto na tv se você quisesse aproveitar jogos com HDR. O novo já passa o sinal hdr direto pra tv

O modelo mais antigo ainda dá pra conseguir aí por volta de 1400 nas Americanas da vida, sem controles e sem a necessária câmera (que custa cerca de 300). É o modelo que vem no bundle GTS também.

os moves são legais, cara, mas muitos jogos dão suporte ao ds4, até mesmo algo como Farpoint, RE7 ou Skyrim. Mas é muito mais interessante para imersão naquele mundo virtual com os moves: um segura o escudo, o outro a espada, ou um segura o arco e o outro a flecha. É muito real, com um controle tradicional não é a mesma coisa... eu só uso mesmo para jogos de cockpit, como Driveclub (o ideal seria volante mas não ligo) ou Battlezone (batalha futurista de dentro de um tanque).

a imersão é do baralho. Arrisca te fazer se decepcionar com jogos para tv para sempre - melhor fechar os jogos atuais antes de comprar. É um salto de geração comparável a sair da tv P&B para colorida ou dos sprites 2D para os polígonos 3D do SNES para o PS1.

jogos é o seguinte: é um mercado novo e com potencial mas empresas são cautelosas em quanto investir. A maioria das que estão investindo pesado são indies. É um cenário parecido com o do nascimento dos arcades na década de 70, com investimentos limitados, mas muita experimentação e originalidade. Se por um lado a maioria dos jogos são mais curtos e sem o nível de polimento de um AAA, por outro lado é diversão boa, sem compromisso e bem mais barata que dos jogos tradicionais. Alguns gêneros são bem prevalentes porque são naturais para VR, como horror e tiro. É mirar e atirar com armas na sua mão.

vou listar alguns dos melhores

AAAs:

Driveclub VR (o jogo de corrida inteiro foi portado, todos os carros, pistas e modos, com apenas 7 adversários por corrida. Gráficos simplificados, mas ainda lindos e a imersão sem igual. Se VR for só modinha, acho difícil de voltar a jogar corrida em tela plana)

Skyrim (o jogo inteiro também. Dá pra jogar com ds4, mas com moves é outra experiência. Gráficos de PS3, árvores paradas mas isso pouco importa quando estiver frente a frente com as belas elfas ou vendo as montanhas sob o luar gelado ou sob as asas de um dragão)

RE7: The Beginning Hour (não tenho o jogo completo, esse é o prólogo free que liberaram. Haja estômago pra horror lá dentro, ao vivo. Capcom está de parabéns pelo port. Único senão é que é só por ds4. Todas as dlcs por VR também)

Until Dawn: Rush of Blood (um shooter on rails de horror, feito para VR. ds4 ou moves. Não curto horror, mas deram na plus e joguei um pouco. Pra quem curte, um prato cheio)

Playroom VR (coletânea free de party games para todos no sofá, vai passando o headset e todos com um controle podem jogar ao mesmo tempo. Bem divertido, da Sony Japan)

Dirt Rally VR (tem que ser o bundle VR, mas nem sei se está disponível na psn br. Um dos melhores jogos de corrida para VR, pena que é rally)

VR Worlds (Sony London Studios criou essa bela produção para o lançamento do PSVR. São 2 minigames, um de bola e um muito louco de deslizar deitado numa prancha por estradas movimentadas, uma experiência pouco interativa mas muito emocionante de descer nas profundezas marinhas e 2 experiências narrativas curtas mas muito impactantes e repletas de tiroteio como nos melhores momentos de Uncharted, The London Heist e Scavenger's Odyssey. A produtora prepara um jogo completo inspirado por London Heist para esse ano, Blood and Truth)

Batman VR é relativamente curto, mas experiência obrigatória. Ele se liga nos acontecimentos de Arkham Knight, particularmente relacionados ao Coringa, é bom ter isso em mente. Produção top, você se sente o Batman mesmo. Só faltou algumas lutas, pois é só investigação.

Farpoint é o FPS que foi lançado junto com o controle AIM, mas funciona com ds4 também. Além do modo multiplayer, a campanha na superfície de Marte parece ser memorável.

GTS tem um modo VR ridículo: só visualizar carros na garagem e corrida 1x1. Não recomendo, melhor DC ou Dirt.

Ubisoft lançou Eagle Flight, uma aventura menor na pele de uma águia. Sobrevoe uma Paris coletando uma variedade de itens e participando de desafios contra o tempo. Meio meh. No aguardo de algo mais substancial da Ubi. Ela também publicou Star Trek: Bridge Crew, mas é um jogo "social" que eu só indicaria para os mais fanáticos trekkies. Não esperem muita ação

a demo free The Last Guardian VR é curta, mas muito emocionante. Impressiona qualquer um, fácil, e exige muito pouco de controle com o ds4.

LA Noire recebeu um port VR ano passado para PCVR e parece bastante provável que chegue ao PSVR também: gráficos da atual geração podem ser difíceis de rodar bem no PSVR, mas da geração passada rodam, como Skyrim já mostrou. Primeira entrada da R* em VR. quem dera um RDR VR: o bullet time daquele game e a reação perfeita das balas nos corpos seria show em VR. Tenho certeza que devem estar trabalhando em algo do tipo, o único problema é que é um jogo de personagem e em primeira pessoa não fica tão bom

Ace Combat VR tá chegando. Aparentemente apenas algumas missões são VR, mas com sorte será algo mais nível Dirt que GT.

A Namco também tem Tekken 7 com modo VR. Mas são apenas 2 personagens num cenário vazio e, pior de tudo, é você só assiste, não luta com as próprias mãos. VR não serve pra isso


ótimos indies:

Job Simulator é o protótipo ideal de jogos VR: você parado (nada de tontura) num ambiente virtual rodeado de objetos e tendo que manipula-los de uma variedade de formas pra completar tarefas em alguns diferentes ambientes de trabalho, como escritório, restante, etc. Há uma grande quantidade de curiosidades escondidas. Não é o tipo de jogo que eu jamais daria chance na tv, mas a imersão que ele proporciona é inigualável. A produtora ano passado fez um do Rick e Morty para PCVR que deve chegar aqui e também já prepara Vacation Simulator. Kkkk o humor também é ótimo

Battlezone, da mesma produtora de Sniper Elite. É recriação em VR de um clássico dos arcades. Bem hardcore, bem difícil. Aceita co-op de 4 tanques contra hordas de inimigos. Foi minha entrada em VR pela demo Disc e depois comprei completo. Bom demais, desafiador e com replay infinito. Pelo ds4, de dentro do cockpit do tanque.

Ultrawings, um Pilotwings VR, simulador de vôo tranquilo mas exigente de habilidades e de um estômago forte pra aguentar as manobras - dá um frio no estômago bonito e certa desorientação. Dá pra jogar de ds4 tranquilo, mas com os moves sendo duas mãos virtuais diretamente manipulando os instrumentos e manche virtual: não tem preço. Também estão preparando suporte para controles de vôo HOTAS.

Super Hot: gráficos estilizados com jogatina por moves que te coloca basicamente na pele de Neo na Matrix. Usa um bullet time louco: o tempo só anda e acelera quando você se move. Desvie de balas, atire, tudo com tempo para pensar... esse tá na minha mira

Raw Data: outro com tiroteio com moves muito competente, um wave shooter com escolha de personagens com habilidades diferentes, incluindo pistolas duplas, arco e flecha ou espada ninja. Movimentação por teleporte ou direta. Tem um arco narrativo e ambientes sensacionais.

Sprint Vector, da mesma produtora de Raw Data, chega amanhã. É um jogo de corrida em que você usa a movimentação dos braços com os moves para alcançar velocidade, agarrar em plataformas, lançar bombas contra adversários. Está sendo comparado a Mario Kart. Vai dar um suor, mas parece sensacional mesmo...

Tiny Trax, da Future Labs, é pra quem algum dia curtiu jogos de corrida com carrinhos RC, como hot Wheels. Você pilota um desses carrinhos exatamente da perspectiva de fora como você pilotava carrinhos de RC. A diferença é que as pistas são muito, muito doidas, com loops e curvas intensas espalhadas à sua volta em cenários de tirar o fôlego. Só recomendo diminuir o som pq as músicas são muito altas...

Knockout Legends sai amanhã também e tem tudo para ser o melhor jogo de luta para VR. Jogo de boxe, com bons gráficos e desafio, além de uma galeria de personagens exóticos. O negócio parece bem polido e o gameplay parece bom, resta saber como se sai ao vivo.

Moss é um jogo de plataforma em VR, onde você controla uma ratinha que luta com uma espada e também diretamente ajuda ela resolvendo quebra-cabeças em sua jornada. Esse daí fim desse mês e, junto com Star Child, devem ser 2 jogos que podem mostrar como fazer jogos de plataforma em VR. joguei as demos e gostei bastante.

Apex Construct também sai fim do mês e aparentemente é o primeiro indie - um time formado por veteranos da indústria - a tentar um jogo single-player aliando narrativa, exploração livre, combate e puzzles. Esse to hypado.

bom, tomara que tenha sido útil
Assinatura

RIP

fav: GoW+Ico+MGS+Zelda:OoT+RE2+FFVI+Super Metroid+Sonic+Kenseiden+R-Type+Uncharted 2+RDR

psn id: fotorama (namekuseijin rip)

DinhoLoko²

Mensagens: 6657
Cadastro: 23/08/2011

Nível 4

Mensagem publicada em 12/02/2018 17:36
namekuseijin
o modelo mais antigo (V1 contra V2 nos novos) só precisava tirar o HDMI da caixa processadora e ligar direto na tv se você quisesse aproveitar jogos com HDR. O novo já passa o sinal hdr direto pra tv

O modelo mais antigo ainda dá pra conseguir aí por volta de 1400 nas Americanas da vida, sem controles e sem a necessária câmera (que custa cerca de 300). É o modelo que vem no bundle GTS também.

os moves são legais, cara, mas muitos jogos dão suporte ao ds4, até mesmo algo como Farpoint, RE7 ou Skyrim. Mas é muito mais interessante para imersão naquele mundo virtual com os moves: um segura o escudo, o outro a espada, ou um segura o arco e o outro a flecha. É muito real, com um controle tradicional não é a mesma coisa... eu só uso mesmo para jogos de cockpit, como Driveclub (o ideal seria volante mas não ligo) ou Battlezone (batalha futurista de dentro de um tanque).

a imersão é do baralho. Arrisca te fazer se decepcionar com jogos para tv para sempre - melhor fechar os jogos atuais antes de comprar. É um salto de geração comparável a sair da tv P&B para colorida ou dos sprites 2D para os polígonos 3D do SNES para o PS1.

jogos é o seguinte: é um mercado novo e com potencial mas empresas são cautelosas em quanto investir. A maioria das que estão investindo pesado são indies. É um cenário parecido com o do nascimento dos arcades na década de 70, com investimentos limitados, mas muita experimentação e originalidade. Se por um lado a maioria dos jogos são mais curtos e sem o nível de polimento de um AAA, por outro lado é diversão boa, sem compromisso e bem mais barata que dos jogos tradicionais. Alguns gêneros são bem prevalentes porque são naturais para VR, como horror e tiro. É mirar e atirar com armas na sua mão.

vou listar alguns dos melhores

AAAs:

Driveclub VR (o jogo de corrida inteiro foi portado, todos os carros, pistas e modos, com apenas 7 adversários por corrida. Gráficos simplificados, mas ainda lindos e a imersão sem igual. Se VR for só modinha, acho difícil de voltar a jogar corrida em tela plana)

Skyrim (o jogo inteiro também. Dá pra jogar com ds4, mas com moves é outra experiência. Gráficos de PS3, árvores paradas mas isso pouco importa quando estiver frente a frente com as belas elfas ou vendo as montanhas sob o luar gelado ou sob as asas de um dragão)

RE7: The Beginning Hour (não tenho o jogo completo, esse é o prólogo free que liberaram. Haja estômago pra horror lá dentro, ao vivo. Capcom está de parabéns pelo port. Único senão é que é só por ds4. Todas as dlcs por VR também)

Until Dawn: Rush of Blood (um shooter on rails de horror, feito para VR. ds4 ou moves. Não curto horror, mas deram na plus e joguei um pouco. Pra quem curte, um prato cheio)

Playroom VR (coletânea free de party games para todos no sofá, vai passando o headset e todos com um controle podem jogar ao mesmo tempo. Bem divertido, da Sony Japan)

Dirt Rally VR (tem que ser o bundle VR, mas nem sei se está disponível na psn br. Um dos melhores jogos de corrida para VR, pena que é rally)

VR Worlds (Sony London Studios criou essa bela produção para o lançamento do PSVR. São 2 minigames, um de bola e um muito louco de deslizar deitado numa prancha por estradas movimentadas, uma experiência pouco interativa mas muito emocionante de descer nas profundezas marinhas e 2 experiências narrativas curtas mas muito impactantes e repletas de tiroteio como nos melhores momentos de Uncharted, The London Heist e Scavenger's Odyssey. A produtora prepara um jogo completo inspirado por London Heist para esse ano, Blood and Truth)

Batman VR é relativamente curto, mas experiência obrigatória. Ele se liga nos acontecimentos de Arkham Knight, particularmente relacionados ao Coringa, é bom ter isso em mente. Produção top, você se sente o Batman mesmo. Só faltou algumas lutas, pois é só investigação.

Farpoint é o FPS que foi lançado junto com o controle AIM, mas funciona com ds4 também. Além do modo multiplayer, a campanha na superfície de Marte parece ser memorável.

GTS tem um modo VR ridículo: só visualizar carros na garagem e corrida 1x1. Não recomendo, melhor DC ou Dirt.

Ubisoft lançou Eagle Flight, uma aventura menor na pele de uma águia. Sobrevoe uma Paris coletando uma variedade de itens e participando de desafios contra o tempo. Meio meh. No aguardo de algo mais substancial da Ubi. Ela também publicou Star Trek: Bridge Crew, mas é um jogo "social" que eu só indicaria para os mais fanáticos trekkies. Não esperem muita ação

a demo free The Last Guardian VR é curta, mas muito emocionante. Impressiona qualquer um, fácil, e exige muito pouco de controle com o ds4.

LA Noire recebeu um port VR ano passado para PCVR e parece bastante provável que chegue ao PSVR também: gráficos da atual geração podem ser difíceis de rodar bem no PSVR, mas da geração passada rodam, como Skyrim já mostrou. Primeira entrada da R* em VR. quem dera um RDR VR: o bullet time daquele game e a reação perfeita das balas nos corpos seria show em VR. Tenho certeza que devem estar trabalhando em algo do tipo, o único problema é que é um jogo de personagem e em primeira pessoa não fica tão bom

Ace Combat VR tá chegando. Aparentemente apenas algumas missões são VR, mas com sorte será algo mais nível Dirt que GT.

A Namco também tem Tekken 7 com modo VR. Mas são apenas 2 personagens num cenário vazio e, pior de tudo, é você só assiste, não luta com as próprias mãos. VR não serve pra isso


ótimos indies:

Job Simulator é o protótipo ideal de jogos VR: você parado (nada de tontura) num ambiente virtual rodeado de objetos e tendo que manipula-los de uma variedade de formas pra completar tarefas em alguns diferentes ambientes de trabalho, como escritório, restante, etc. Há uma grande quantidade de curiosidades escondidas. Não é o tipo de jogo que eu jamais daria chance na tv, mas a imersão que ele proporciona é inigualável. A produtora ano passado fez um do Rick e Morty para PCVR que deve chegar aqui e também já prepara Vacation Simulator. Kkkk o humor também é ótimo

Battlezone, da mesma produtora de Sniper Elite. É recriação em VR de um clássico dos arcades. Bem hardcore, bem difícil. Aceita co-op de 4 tanques contra hordas de inimigos. Foi minha entrada em VR pela demo Disc e depois comprei completo. Bom demais, desafiador e com replay infinito. Pelo ds4, de dentro do cockpit do tanque.

Ultrawings, um Pilotwings VR, simulador de vôo tranquilo mas exigente de habilidades e de um estômago forte pra aguentar as manobras - dá um frio no estômago bonito e certa desorientação. Dá pra jogar de ds4 tranquilo, mas com os moves sendo duas mãos virtuais diretamente manipulando os instrumentos e manche virtual: não tem preço. Também estão preparando suporte para controles de vôo HOTAS.

Super Hot: gráficos estilizados com jogatina por moves que te coloca basicamente na pele de Neo na Matrix. Usa um bullet time louco: o tempo só anda e acelera quando você se move. Desvie de balas, atire, tudo com tempo para pensar... esse tá na minha mira

Raw Data: outro com tiroteio com moves muito competente, um wave shooter com escolha de personagens com habilidades diferentes, incluindo pistolas duplas, arco e flecha ou espada ninja. Movimentação por teleporte ou direta. Tem um arco narrativo e ambientes sensacionais.

Sprint Vector, da mesma produtora de Raw Data, chega amanhã. É um jogo de corrida em que você usa a movimentação dos braços com os moves para alcançar velocidade, agarrar em plataformas, lançar bombas contra adversários. Está sendo comparado a Mario Kart. Vai dar um suor, mas parece sensacional mesmo...

Tiny Trax, da Future Labs, é pra quem algum dia curtiu jogos de corrida com carrinhos RC, como hot Wheels. Você pilota um desses carrinhos exatamente da perspectiva de fora como você pilotava carrinhos de RC. A diferença é que as pistas são muito, muito doidas, com loops e curvas intensas espalhadas à sua volta em cenários de tirar o fôlego. Só recomendo diminuir o som pq as músicas são muito altas...

Knockout Legends sai amanhã também e tem tudo para ser o melhor jogo de luta para VR. Jogo de boxe, com bons gráficos e desafio, além de uma galeria de personagens exóticos. O negócio parece bem polido e o gameplay parece bom, resta saber como se sai ao vivo.

Moss é um jogo de plataforma em VR, onde você controla uma ratinha que luta com uma espada e também diretamente ajuda ela resolvendo quebra-cabeças em sua jornada. Esse daí fim desse mês e, junto com Star Child, devem ser 2 jogos que podem mostrar como fazer jogos de plataforma em VR. joguei as demos e gostei bastante.

Apex Construct também sai fim do mês e aparentemente é o primeiro indie - um time formado por veteranos da indústria - a tentar um jogo single-player aliando narrativa, exploração livre, combate e puzzles. Esse to hypado.

bom, tomara que tenha sido útil


Foi super util amigo, só não li tudo ainda, vou ler com calma depois... então a versão bundle GT, que é a que pretendo comprar, é o modelo antigo? Não tenho tv hdr, então posso deixar o play conectado direto na caixa do psvr mesmo? Existe diferença de desempenho entre esse v1 e v2? Outra coisa, tenho ps4 slim.... Sera que com o PRo exista muita diferença de desempenho, ou o Slim ja é suficiente?
Assinatura
GamerTag: ElderMo
Steam:DinhoBR

Jogando:
Steam: Vermintide 2,PUBG
Xbox: Nada
Origin:Crysis, BF4

namekuseijin

Mensagens: 5433
Cadastro: 23/06/2009

Nível 3

Mensagem publicada em 12/02/2018 18:40
deixa conectado direto na caixa processadora. Só quem fazia essa gambiarra de conectar e desconectar toda hora era quem queria jogar com HDR. sem ele ou com o modelo novo, não há motivos

O modelo antigo só tem cabos mais grossos, não vem com microfone e controles de volume e o earphone daora do novo. É a paradinha do HDR. De resto, acho que é o mesmo. O desempenho fica por conta do PS4.

eu tinha o original, mas botei um Pro. É uma diferença sensível em resolução, mas não espere milagres: a imagem VR é mais borrada do que na TV, até pq é uma telinha perto dos olhos com zoom das lentes. Provavelmente é a primeira coisa que tu percebe, mas logo esquece pq a imersão no ambiente virtual é incrível demais
Assinatura

RIP

fav: GoW+Ico+MGS+Zelda:OoT+RE2+FFVI+Super Metroid+Sonic+Kenseiden+R-Type+Uncharted 2+RDR

psn id: fotorama (namekuseijin rip)

igoissilva

Mensagens: 6644
Cadastro: 03/06/2011

Nível 4

Mensagem publicada em 12/02/2018 22:27
os melhores jogos precisam do aim ou do controle de movimento, comprei um par usado por 100 reais, o de ps3 mesmo, serve de boa.
Assinatura
se sou ista?

sim, bucetista.

últimas negociações:
Shiroosaki, EricMendes, bruno009, LoS_Albatroz, RAFAPAVA, The Joker ^_^, alohawell, fearanibar, PetrusBR, danmgs, torres_beto, R/\ZIEL, linuxboxbr, DinhoFerraz, Linksjn, kriokmark + um monte de gente que não lembro + troca jogo.

MasHein?

Mensagens: 6056
Cadastro: 04/08/2002

Nível 3

Mensagem publicada em 13/02/2018 12:37
Postando pra marcar. Gostei das dicas. Nessa primeira fase dos jogos VR tem muita coisa feia ou sem sentido, parecem mais demonstrações, porque a sensação de imersão ainda é novidade pra todo mundo e deve segurar legal o jogo. Mas daqui a pouco os próprios consumidores vão começar a selecionar os títulos que realmente tem uma proposta interessante.
Assinatura
-Stop! What is your name?
-It is Arthur, king of the Britons.
-What is your quest?
-To seek the Holy Grail.
-What is the airspeed velocity of an unladen swallow?
-What do you mean, An african or european swallow?
-I don't know that...


"Bury me with my...money."

DinhoLoko²

Mensagens: 6657
Cadastro: 23/08/2011

Nível 4

Mensagem publicada em 13/02/2018 17:36
Vi que a idade mínima para o uso é de 12 anos, minha filha tem 8, e ela vai porque vai querer usar o óculos... Tlvz eu de uma segurada na compra por conta disso...
Assinatura
GamerTag: ElderMo
Steam:DinhoBR

Jogando:
Steam: Vermintide 2,PUBG
Xbox: Nada
Origin:Crysis, BF4

UOL não deixa eu colocar um apelido

Mensagens: 3712
Cadastro: 11/12/2016

Nível 3

Mensagem publicada em 13/02/2018 17:48
espera ps5 pq sony vai investir mais no vr e talvez um modelo atualizado
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.

Busque no forum:

Média geral    0.0 (0 votos)

0 votos (0.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

0 votos (0.0%)

Ruim