Onde estou?  Fórum UOL Jogos > Papo-cabeça
  •  
Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
04/01/2010 04:23

Entenda como funciona o sistema de propulsão dos Discos Voadores,+fonte

  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

Steve Jobs Apple

Mensagens: 183
Cadastro: 23/12/2009

Nível 0

Várias teorias sobre o princípio de propulsão dos OVNI's têm surgido nos últimos quarenta anos. As "últimas" são:

estes objetos podem ter controle sobre os grávitons (partícula prevista na teoria da relatividade geral), anulando seu efeito sobre a gravidade,

eles utilizariam o campo magnético planetário,
podem utilizar a luz (fótons) de alta energia e concentrada,



a teoria da propulsão iônica e da magneto-hidrodinâmica.
Propulsão Iônica

A propulsão iônica tem como princípio a ionização (gás ou partícula dotado de carga elétrica positiva ou negativa) de um gás ou partículas vaporizadas no vácuo. Os primeiros experimentos práticos com este tipo de propulsão foram feitos em 1964, com a espaçonave Russa Voskhod, com satélites e naves sondas terrestres não tripuladas.



Esquema do Gerador de Íon

Alexander P. de Seversky, USA, propôs o "Ionóptero", cujo princípio seria a diferença de polaridade elétrica entre as faces superior e inferior do objeto. As moléculas de ar assim deslocadas fariam o objeto flutuar. Temos como exemplo simples o jogo "frisbee", em que se lança um disco plástico abaulado fazendo-o rodar no ar. O movimento de rotação mantém o ar de cima com velocidade maior do que na parte de baixo do disco, sustentando o brinquedo no ar e dando-lhe o equilíbrio necessário. Mas este tipo de vôo tem um defeito. Se o disco estiver rodando no sentido horário, tende a inclinar para a direita. Se rodar em sentido anti-horário, inclina para a esquerda. Talvez o efeito pudesse ser contornado com a inversão da rotação do disco em pleno vôo, a trajetória do objeto então seria um zig zag ou queda de uma folha seca, como os relatos de avistamento de OVNIs que descrevem este movimento (trajetória "folha seca").



Pesquisas

No dia 21 de julho de 1975, o cientista francês Jean Pierre Petit fez na Academia de Ciências da França uma comunicação de grande interesse. Depois de estudar centenas de relatórios sobre aparições de OVNI's, ele chegou à conclusão de que tais máquinas podem realmente existir. E que, para explicar as características do seu vôo, sua propulsão só poderia ser eletromagnética. Petit reuniu algumas relações comuns a quase todas essas aparições: os movimentos bruscos, as mudanças súbitas de direção, as grandes velocidades, a mudança de cores, o brilho fosforescente e a ausência de estrondo sônico quando tais objetos deslocam-se velozmente na atmosfera. Tudo isso, segundo ele, permite supor que tais máquinas empregam um motor que obedece as leis da magneto-hidrodinâmica ( um gás aquecido a altíssima temperatura (PLASMA) sofre o processo de ionização, separa-se então os elétrons e dos íons do gás, resultando então em fortíssima corrente elétrica ). Imagine então, como propôs o dr. Petit, um disco voador cujos geradores possam criar um campo magnético perpendicular com 60 mil graus e um forte diferencial de potência entre os eletrodos de cima e de baixo. Um forte campo de PLASMA gasoso imediatamente surgiria em torno do veículo, e devido ao campo magnético perpendicular assumiria o movimento espiralado de cima para baixo, criando uma espécie de clarão luminoso, como muitas testemunhas afirmaram ter visto. As moléculas de ar, rapidamente arrastadas da frente para trás do veículo, funcionariam como alavancas, empurrando-o na direção desejada e eliminando o atrito atmosférico, que é o principal obstáculo para que se possa aumentar a velocidade. Bastaria mudar a intensidade ou a direção (polaridade) do campo para determinar a velocidade e o rumo da máquina. Tais alterações provocariam também outro efeito paralelo: as alterações de intensidade e cor da luminescência do ar em torno da máquina, coisa que muitas testemunhas dos OVNI's já admitiram ter visto. Pesquisar o princípio de propulsão OVNI seria um desafio à capacidade humana e também um dos meios de defesa para um provável inimigo desconhecido, mas o mais importante são os benefícios que daria o domínio dessa tecnologia. Há possibilidade de energia inesgotável derivada dos reatores compactos dessas naves, sistemas de navegação extremamente avançados e finalmente as tão sonhadas viagens interplanetárias.



Antigravidade

No final de 2001, um cientista russo utilizando um anel feito de material super-condutor em conjunto com um anteparo no qual colocou diversos objetos, diz ter conseguido anular o peso deles em até 2%, quando o anel super-condutor atingiu a rotação de 2000 RPM. Empilhando um segundo anel, o peso foi reduzido em 4%. As cerâmicas super-condutoras são materiais que não oferecem resistência à passagem da corrente elétrica e só atingem este estado em temperaturas próximas ao zero absoluto (-273 ºC). Têm a propriedade também de levitar sob campos magnéticos (Efeito Meissner). As pesquisas no campo destes materiais se resumem à descoberta de compostos óxidos de metais e terras raras que se tornam super condutoras em temperaturas muito baixas (-256ºC). Ainda sabe-se muito pouco sobre o fenômeno da super-condutividade. Alguns pesquisadores associam a super-condutividade com o quinto estado da matéria, previsto pelo físico Albert Einstein. Neste quinto estado a matéria se comportaria como uma onda coerente em condições especiais . A matéria só atinge o quinto estado em temperatura próxima ao zero absoluto. Nesta condição, os átomos estariam quase totalmente parados, com mesma freqüência e comprimento de onda, como acontece com a luz laser, apenas substituindo os fótons de luz por matéria. Outro fenômeno não menos importante é a superfluidez, em que um líquido em resfriamento intenso parece desafiar a lei da gravidade ao subir pelas paredes do recipiente que o contém. A superfluidez poderia ser um indício para a anulação do campo gravitacional. Admitir a possibilidade de anular o campo gravitacional é admitir que a lei da inércia não teria validade em alguns sistemas (sistemas não inerciais). Por exemplo, um corpo pode permanecer em repouso absoluto ou então em movimento uniforme. A segunda condição pode ser verificada no espaço: quando lançamos um objeto, ele seguirá uma trajetória com movimento uniforme até o infinito. Porém a condição do corpo em repouso é relativa. Um corpo parece estar em repouso para um observador, mas em escala atômica seus átomos estão em movimento desordenado. Concluindo, todo corpo ou partícula em movimento está interagindo com o espaço a sua volta. O quinto estado da matéria parece desligar qualquer tipo de interação atômica externa, e uma de suas conseqüências seria a ausência de peso e um comprimento de onda único relacionado com a velocidade das partículas. É como se a matéria fosse um único super átomo. A propriedade que o quinto estado da matéria tem de se comportar como uma onda, pode ser usada no futuro como um eficiente sistema de propulsão, mas geradores antigravidade por enquanto são apenas tema de ficção científica.




fonte:UFO NET

Mensagem editada pelo usuário Steve Jobs Apple em 04/01/2010 04:25.
Assinatura
preciso de uma cocota

gamertag:DON RUAN APPLE
psn id:Don Ruan Apple
steam id:donjuan_apple

apple eleita a empresa mais admirada do planeta
fonte:http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u528493.shtml

computador da apple,o q mais satisfaz as exigencias dos consumidores
fonte:http://olhardigital.uol.com.br/digital_news/noticia.php?id_conteudo=7971&/APPLE+AGRADA+80+DE+SEUS+CONSUMIDORES+DIZ+ESTUDO

Steve Jobs,uma lenda viva

preciso de uma cocota

ComplexoB

Mensagens: 12811
Cadastro: 28/09/2008

Nível 3

Mensagem publicada em 04/01/2010 05:42
Pelo que eu sei a propulsão iônica tem o poder da durabilidade mas não da velocidade.

Enfim, as distâncias continuam muito discrepantes, a uma velocidade absurda, só faria mais fácil passarmos despercebidos.
Assinatura
Que obra-prima, o homem! Quão nobre pela razão! Quão infinito pelas faculdades! Como é significativo e admirável na forma e nos movimentos! Nos atos, quão semelhante aos anjos! Na apreensão, como se aproxima dos deuses, adorno do mundo, modelo das criaturas!

No entanto, que é para mim essa quintessência do pó?

Steve Jobs Apple

Mensagens: 183
Cadastro: 23/12/2009

Nível 0

Mensagem publicada em 05/01/2010 00:27
ComplexoB
Pelo que eu sei a propulsão iônica tem o poder da durabilidade mas não da velocidade.

Enfim, as distâncias continuam muito discrepantes, a uma velocidade absurda, só faria mais fácil passarmos despercebidos.
o texto contradiz sua tese

Mensagem editada pelo usuário Steve Jobs Apple em 05/01/2010 00:30.
Assinatura
preciso de uma cocota

gamertag:DON RUAN APPLE
psn id:Don Ruan Apple
steam id:donjuan_apple

apple eleita a empresa mais admirada do planeta
fonte:http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u528493.shtml

computador da apple,o q mais satisfaz as exigencias dos consumidores
fonte:http://olhardigital.uol.com.br/digital_news/noticia.php?id_conteudo=7971&/APPLE+AGRADA+80+DE+SEUS+CONSUMIDORES+DIZ+ESTUDO

Steve Jobs,uma lenda viva

preciso de uma cocota

kracman

Mensagens: 9213
Cadastro: 03/10/2008

Nível 3

Mensagem publicada em 05/01/2010 00:36
sinto cheiro de pseudo-ciencia
Assinatura
"Sempre que a moralidade baseia-se na teologia, sempre que o correto torna-se dependente da autoridade divina, as coisas mais imorais, injustas e infames podem ser justificadas e estabelecidas."

"There's never a good occasion for keeping your mouth shut." -Hitchens

"Glendower: I can call Spirits from the vastie Deepe
Hotspur: Why so can I, or so can any man: But will they come, when you doe call for them?"

The Physicist

Mensagens: 274
Cadastro: 05/03/2009

Nível 1

Mensagem publicada em 05/01/2010 01:03


O sistema iônico já existe. Inclusive ele foi usado nas missões Apollo e acho que não foi desenvolvido por russos (mas não tenho certeza). O que acontece é que esse sistema é usado para fazer pequenas modificações em rotas espaciais sem gastar quase nada de energia.

Não existem "leis" da magnetoidrodinâmica, isso é simplesmente fazer funcionar (eletro)magnetismo e hidrodinâmica num sistema único, mas isso não influi em leis únicas pra esse tipo de interação. Não que eu saiba pelo menos, não é meu campo de trabalho. Esse tipo de sistema também já existe e não consegue fazer 1/100 do que os supostos discos voadores conseguem.

Também não é possível eliminar o atrito atmosférico, isso seria uma verdadeira revolução na física. Não existem absolutamente nada que não ofereça atrito, nem mesmo o vácuo.

A teoria do plasma do cara aí parece muito bonitinha e tal, mas uma explosão de plasma desse patamar, a 60 mil graus, emitiria uma quantidade enorme de energia em forma de luz, capaz de iluminar quem sabe até um bairro inteiro, levando em consideração o tamanho da nave e o rastro que ela deixa. Pra vocês terem noção, dá pra fazer plasma em casa. Peguem um palito de fósforo e prendam em alguma coisa, sei lá o quê. Coloquem um vidro em cima tapando ele com a boca pra baixo, mas com um pequeno espaço pra passagem de ar em baixo (EM BAIXO, NÃO EM CIMA). Acenda o fósforo e coloque pra assar no microondas, em alguns segundos você vai ter uma bola de plasma retida na parte superior do pote de vidro. Desligue o microondas depois de alguns segundos porque o pote pode quebrar.

Se você fizer essa experiência, vai ver a quantidade de luz emitida num experimento simples que não atingiu nem a temperatura necessária pra quebrar um pote de vidro. Agora imagine algo do tamanho de uma nave espacial a 60 mil graus, que é mais de 12x a temperatura do interior da Terra.

Sobre o estado da matéria que ele descreve, o condensado Bose-Einstein, é verdade. Mas é um estado EXTREMAMENTE instável. Não tem nada a ver com antigravidade. A coisa mais próxima de antigravidade que temos são aqueles trens japoneses que não encostam nos trilhos (indução eletromagnética).

Pra mim isso aí não passa de pseudo-ciência.
Assinatura
Não há nada como nossa casa.

The Physicist

Mensagens: 274
Cadastro: 05/03/2009

Nível 1

Mensagem publicada em 05/01/2010 01:32
Outra coisa: os grávitons não foram previstos na relatividade; são um conceito bastante novo.
Assinatura
Não há nada como nossa casa.
  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.
Onde estou?  Fórum UOL Jogos > Papo-cabeça
  •  
Média geral    0.0 (0 votos)

0 votos (0.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

0 votos (0.0%)

Ruim